Martinho Lutero Era Maçom?
Fábio Jefferson

Olá, Graça e Paz de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo; eu tenho uma pergunta sobre o Selo de Lutero e seu significado...é um símbolo Maçônico? Existe algum relato de Martinho Lutero ser ou não, Maçom? desde já agradeço...


------------


Prezado Fábio Jefferson
Graça e Paz do Senhor Jesus Cristo
Bendito seja Deus, o Senhor de nossas vidas
A Razão do nosso viver

Primeiramente gostaria de responder essa questão com três informações extras.

A primeira informação é que no primeiro ano de existência do site Protestantismo, em 2008, criei um fórum virtual de debates e estudos bíblicos chamado Fórum Torre Vigia. Coloquei o nome do fórum de "Torre Vigia" porque uma Torre Vigia sempre me faz lembrar do cristão estar preparado para lutar contra as adversidades que virão. Ele precisa VIGIAR! Ele precisa estar firme! "Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca." (S. Mateus 26:41). Mas, infelizmente, precisei retirar o fórum do ar porque a maioria dos irmãos que tomaram conhecimento do fórum que criei, acharam que eu me tornei um membro da seita Testemunhas de Jeová e que eu fazia parte da Sociedade Torre Vigia - uma corporação jurídica usada pelos testemunhas de Jeová. Mesmo explicando o motivo do nome, não consegui amenizar a polêmica que causei no grupo reformado em que eu fazia parte na época. Creio que ainda há membros daquele grupo que acham que sou um testemunha de jeová até hoje.

A segunda informação que gostaria de passar é a respeito da viagem que o Papa João Paulo II fez a Israel. Durante sua viagem, o Papa causou polêmica ao utilizar uma cruz de cabeça pra baixo em seus sermões, pois a tal cruz invertida é muito utilizada por satanistas, magias negras e outros grupos anticristãos. No entanto, os católicos defenderam a cruz invertida usada pelo Papa alegando ser a cruz de S. Pedro. Pois o Apóstolo Pedro morreu crucificado de cabeça para baixo.

A terceira e ultima informação que gostaria de passar é a respeito da visita do Papa Francisco em Filipinas. Durante sua audiência, o Papa Francisco fez o famoso gesto da mão chifrada, o que novamente causou muita polêmica por ser um gesto muito utilizado por roqueiros e satanistas. No entanto, os católicos defenderam tal gesto alegando que o Papa fez a mão chifrada levantando também o polegar, o que representaria um gesto popular que significa "Eu te amo".

Baseado nessas três informações extras, podemos dizer que para julgar é necessário avaliar todo o contexto. Martinho Lutero teve toda sua vida centrada em Cristo e seu maior critério era fazer com que a Igreja retornasse ao Evangelho segundo as Sagradas Escrituras. E, devido ao domínio da Igreja Romana e sua corrupção na época, Lutero teve muitos aliados - príncipes, pensadores e até mesmo de outros religiosos que não eram cristãos.

Por um outro lado, eu gostaria muito de dizer que Lutero nunca foi maçom, mas do jeito que a Maçonaria penetrou e continua penetrando de uma forma oculta e "amigável" no seio da Igreja, não só no Protestantismo mas também na Igreja Católica, não posso ter essa certeza e afirmar que Lutero nunca foi maçom. Pelo que pesquisei, a única prova que alega ser Martinho Lutero um maçom, foi a comparação do seu selo com o símbolo da Ordem Rosa-Cruz. O símbolo da Ordem Rosa-Cruz se apresenta como uma cruz envolvida por uma coroa e rosas (ou uma rosa ao centro). A rosa representa a espiritualidade, enquanto a cruz representa a matéria. Já o selo luterano, apresenta mais variedades - Apenas a cruz lembra o sacrifício do Sr. Jesus Cristo pelos nossos pecados, para não perecermos e para que tenhamos a vida eterna (Ev. S. João 3:16). A cruz com o coração representa a fé em Cristo como o centro de nossas vidas e da Igreja. As pétalas da rosa representam a justiça, a paz, o consolo que Deus nos oferece. O fundo de cor azul é a fidelidade de Deus. E o anel dourado lembra o ouro e representa o perdão, a comunhão, a esperança, etc.

Pesquisando mais a fundo, constatei que a Reforma Luterana e o Rosacrucianismo surgiram mais ou menos na mesma época, como formas de contestação ao despotismo da Igreja Romana como informei acima. Portanto, de início, ambos carregavam uma mesma linha de pensamento referente aos protestos contra o domínio e a corrupção presente na Igreja Romana. Sendo que houve uma separação dos protestantes com os rosacruzes devido a doutrina da concepção de Cristo: enquanto os luteranos acreditavam na vida eterna sob o primado de Cristo, o Filho sentado à direita de Deus, o Pai, os rosacruzes acreditavam no Cristo como uma figura interior de cada místico, que deve se esmerar na autopreparação para atingir esse estado de consciência, podendo vencer a morte.

E, para finalizar, compartilho com o amado o link de alguns sites que falam sobre a Maçonaria e o Cristianismo.

Maçonaria x Igreja Cristã - http://www.ielb.org.br/noticias/?id=948

A IECLB e a Maçonaria: Uma Palavra de Orientação -
http://www.luteranos.com.br/conteudo/a-ieclb-e-a-maconaria-uma-palavra-de-orientacao-1991

Maçonaria: Tensões e Perguntas -
http://www.monergismo.com/textos/seitas_heresias/maconaria_scott.htm.


Deus te abençoe e te guarde.


Seja bendito o Nome do Senhor desde agora e para sempre, amém.
Marcell de Oliveira
Webmaster Protestante Online


&---------------&
&---------------&


15 de Julho de 2015, Sábado, 17h31

Prezado Fábio,
Graça e Paz

Estou atualizando este artigo pois encaminhei uma pergunta para a equipe do GotQuestion.org sobre essa questão. Veja a resposta que eles me deram:

Pergunta: Prezados, Boa tarde Gostaria de saber se os senhores possuem alguma informação sobre o Luteranismo do Séc. XVI e a Sociedade Rosa-Cruz. Se ambos os movimentos possuíam alguma ligação. Obrigado Marcell

Respondida por: Prof. Marcos
Caro Irmão Marcell, muito obrigado por nos escrever com sua pergunta. Por favor nos perdoa pela grande demora em responder.

Há um estudo comparando Lutero e os Protestantes com a Rosa-cruz (link). Foi escrito por um aderente da Rosa-cruz, Kanefer Anpu Mubarak. Ele nota algumas semelhanças entre a rosa de Lutero e o símbolo da Rosa-cruz, mas ele também nota diferenças entre os ensinos protestantes e rosicrucianos. Ele fala dos "fanáticos evangélicos" que condenam a Rosa-cruz.

Não tenho informação específica dos luteranos do século XVI, mas podemos nos orientar nos de hoje. Há pelo menos duas denominações luteranas no Brasil. Nenhuma fala extensivamente sobre a Rosa-cruz, mas ambas se distanciam da maçonaria e movimentos secretos. A Igreja Evangélica Luterana do Brasil tem um documento "Maçonaria x Igreja Cristã", Parecer aprovado na 60ª Convenção Nacional Foz do Iguaçu, PR 21 a 25 de abril de 2010 (link), em que faz a seguinte pergunta:

"Devem as congregações luteranas permanecer em sua posição, que consta nos Estatutos das Congregações, Deveres dos membros: 'Não estar filiado a outras associações religiosas e/ou organizações anticristãs de qualquer natureza.' (Ex.: a maçonaria, ou suas similares como a Rosa-cruz.)"

Depois de um estudo extenso sobre a maçonaria e uma comparação com as doutrinas da igreja, chega a seguinte conclusão:

"Como cristãos, especialmente cristãos luteranos, convictos da verdade revelada de Deus, não mantemos comunhão com organizações ou sociedades, quer abertas ou secretas, declaradamente religiosas ou que praticam certa espiritualidade, que não confessam o Deus triúno, como o único e verdadeiro Deus. Não mantemos comunhão com grupos que não ensinam ser Cristo verdadeiro Deus gerado do Pai desde a eternidade, e verdadeiro homem, nascido da virgem Maria, nosso único e suficiente Salvador, ou que ensinam sermos salvos pela graça de Cristo e nossas boas obras (sinergismo). Ter união com tais igrejas e associações é negar a nossa fé."

Este parecer trata especificamente da maçonaria, mas também considera a Rosa-cruz como uma organização semelhante e anticristã.

A outra denominação, a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, parece ter tendências ecumênicas, ou seja, uma tendência de aceitar outros grupos. Em 1991 foi divulgado um parecer, depois de estudo extenso envolvendo muitos (Link), em que faz a seguinte declaração, entre outras:

"3 – Quanto à doutrina, há várias expressões, sendo difícil apurar em definitivo o mundo conceptual da maçonaria. Entretanto, são flagrantes as diferenças com relação ao credo cristão. Dizem respeito tanto ao conceito de Deus quanto de Jesus Cristo e da salvação do ser humano. Sob a perspectiva luterana, a maçonaria deve ser qualificada como 'legalista' por excluir a graça divina como o fator decisivo da salvação. Tanto o 'solus Christus', quanto o 'sola gratia' não tem correspondência na concepção maçônica."

Então, esta igreja descreve os maçons em termos semelhantes aos judaizantes contra os quais o apóstolo Paulo escreveu na carta aos Gálatas (veja também Romanos 1-8 e Colossenses 2). A maçonaria nega o âmago do evangelho, a graça de Deus. Este parecer não menciona a Rosa-cruz, mas podemos inferir que seu posicionamento seria semelhante ao da IELB.

A Ordem Rosa-cruz (AMORC) reconhece certa afinidade com a maçonaria, embora seja distinta (Link, em resposta à pergunta "Quais as relações da Ordem Rosacruz com a Maçonaria?"):

"Ambas as Instituições são completamente independentes, guardando entre si um relacionamento fraternal e de mútuo respeito. A Ordem Rosacruz e a Maçonaria têm um passado comum, com objetivos semelhantes: o aperfeiçoamento do ser humano. Contudo, ambas fazem isso segundo técnicas que lhes são próprias. O Rosacrucianismo se preocupa precipuamente com o despertar das faculdades místicas do ser humano, promovendo uma integração de sua mente finita com a Mente Infinita do Todo, tornando o estudante rosacruz um agente de equilíbrio, paz e harmonia."

Mas quanto ao seu conceito de Deus, está claramente distante do ensino bíblico ("Os Rosacruzes acreditam em Deus?" na mesma página):

"A Ordem Rosacruz sustenta que há um Princípio Universal dirigente e mantenedor de tudo, o qual, longe de estar separado da Criação, está perfeitamente integrado a ela. Trata-se de uma Mente Cósmica da qual todos os seres procederam e fazem parte intrínseca. … Esta Energia, chamada de muitos nomes, como Deus, Alá, Brahma, Tao etc. em muitas culturas e religiões, ou Grande Arquiteto do Universo (uma vez que estabeleceu Leis perfeitas para a manutenção dos mundos), não tem forma antropomórfica (o que seria apenas uma sombra gigantesca do próprio homem), mas é Infinita e está em toda parte. A AMORC não ensina a crer nela, antes, em experienciá-la, comungar com ela, e mesmo integrar-se à mesma, através dos exercícios de harmonização c&oa cute;smica e do despertar das faculdades psíquicas latentes. … [A] vivência que cada um tem de Deus é individual, íntima, formando sua própria compreensão de Deus e respeitando a compreensão dos demais…"

Parece mais com o conceito da "força" nos filmes "Guerras nas Estrelas" do que o ensino bíblico do Deus que se revelou aos homens (veja Êxodo 20.1-17; Hebreus 1.1-4), ao qual todos prestarão contas. Haverá o juízo final (Eclesiastes 12.13-14; Atos 10.42; 17.31; Romanos 2.12-16; Apocalipse 20.11-15), mas Deus também julga Seu povo (Romanos 14.1-4; 1 Coríntios 11.27-32). Isso impossibilita a ideia panteísta dos Rosacrucianos. Quanto a Jesus Cristo, Ele é juntado com Lao-Tse e Buddha ("A AMORC tem gurus? Jesus ocupa um lugar especial para ela?" na mesma página).

E a rosa de Lutero? Ele mesmo deu o significado que ele atribuía aos vários elementos do símbolo, todas associadas com referências bíblicas (Link).

A IELCB também oferece uma explicação (Link).

Podemos concluir que as semelhanças são superficiais, mas as diferenças, essenciais.

Fique com Deus e tenha um ótimo fim de semana no Senhor!




Links Relacionados
ARTIGOS INTERESSANTES - Martinho Lutero: Mais Católico do que Evangélico?
Julio Severo
Sou admirador de um dos maiores "católicos" que o mundo já conheceu. Ele foi um monge que ao ler Romanos, compreendeu que a palavra grega comumente traduzida como "penitência" tinha um significado diferente dos costumes religiosos da época. Entendendo que a tradução certa era "arrependimento," não "penitência," ele teve uma caminhada que o conduziu a confrontar seus dilemas interiores e o modo como a religião e a Bíblia viam de modo diferente um mesmo assunto: arrepender-se dos pecados diante de Deus. As confrontações levaram às 95 teses, que denunciavam os abusos cometidos contra a população. Muitos dos abusos envolviam enriquecimento do clero católico à custa de temores religiosos do povo.


ESTUDOS - Martinho Lutero e a Educação Cristã na Contemporaneidade
O presente artigo tem como objetivo levantar uma reflexão sobre o papel da igreja na contemporaneidade com relação à fomentação de uma educação verdadeiramente cristã. Para tanto, parte-se de uma sucinta análise do primeiro motivo para o investimento em escolas cristãs apresentado por Martinho Lutero (1483-1546) em sua carta aberta "Aos Conselhos de todas as cidades da Alemanha para que criem e mantenham escolas cristãs" de 1524. Após tal análise textual, faz-se uma crítica ao modelo educacional vigente, especialmente em nosso país. Conclui-se o artigo com uma reflexão sobre a necessidade urgente de formar uma nova geração de cristãos capazes de professarem sua fé em meio à sua atuação na sociedade.


ESTUDOS - Maçonaria: Tensões e Perguntas
A maçonaria constitui um enigma para o povo evangélico. Sendo a maior sociedade secreta do mundo, com cerca de seis milhões de membros atualmente, a maçonaria tem uma longa história entrelaçada com o protestantismo – especialmente na Grã-Bretanha, na Europa, nos Estados Unidos (com 4 milhões de membros) e no Brasil [1]. Ao mesmo tempo, a fraternidade orgulha-se de contar com membros das elites do mundo, seja no passado [2] ou no presente: desde Voltaire, Mozart, Garibaldi e Goethe, até vários nobres da Europa - incluindo o rei da Suécia e a Rainha Elizabete II (Grande Patronesa da Loja Britânica) - além de catorze presidentes dos Estados Unidos (Johnson, Ford, Reagan etc.). George Washington, o primeiro presidente dos Estados Unidos, era um Grão-Mestre maçom, sendo considerado um dos adeptos mais fiéis de todas as treze colônias de sua época. Não é por acaso que a cédula do dólar americano, que tem o retrato de Washington, traz a pirâmide, o esquadro, a águia e outros símbolos maçônicos junto com as palavras NOVUS ORDO SECLORUM (sic., "nova ordem dos séculos") [3]. O fato de que milhares de pastores e leigos evangélicos ao redor do mundo fazem parte das lojas maçônicas, e de que projetos filantrópicos de grande porte são administrados por eles [4] sugere que essa sociedade só oferece o bem, e até promulga valores e ensinos cristãos.


ESTUDOS - A Teologia de Martinho Lutero
Antes de continuar narrando a vida de Lutero e seu trabalho reformador, devemos nos deter para considerar a sua teologia, que foi a base dessa vida e dessa obra. Ao chegar o momento da dieta de Worms, a teologia do Reformador havia alcançado sua maturidade. Então a partir daí, o que Lutero fez foi simplesmente elaborar as conseqüências dessa teologia. Portanto, este parece ser o momento adequado para interromper nossa narrativa, e dar ao leitor uma idéia mais adequada da visão que Lutero tinha da mensagem cristã. Ao contarmos sua peregrinação espiritual, dissemos algo sobre a doutrina da justificação pela fé. Porém essa doutrina, apesar de ser fundamental, não é a totalidade da teologia de Lutero.


BIOGRAFIAS - Martinho Lutero
No cárcere, sentenciado pelo Papa a ser queimado vivo, João Huss disse: "Podem matar o ganso (na sua língua, 'huss' é ganso), mas daqui a cem anos, Deus suscitará um cisne que não poderão queimar". Enquanto caía a neve, e o vento frio uivava como fera em redor da casa, nasceu esse "cisne", em Eisleben, Alemanha. No dia seguinte, o recém-nascido era batizado na Igreja de São Pedro e São Paulo. Sendo o dia de São Martinho, recebeu o nome de Martinho Lutero. Cento e dois anos depois de João Huss expirar na fogueira, o "cisne" afixou, na porta da Igreja em Wittenberg, as suas noventa e cinco teses contra as indulgências, ato que gerou a Grande Reforma. João Huss enganara-se em apenas dois anos, na sua predição. Para dar o valor devido à obra de Martinho Lutero, é necessário notar algo das trevas e confusão dos tempos em que nasceu.


PERGUNTAS E RESPOSTAS - Lutero Adicionou a Palavra "Somente" em Romanos 3.28?
Oi irmão Marcell a paz!!!
Romanos 3.28 diz: "Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé, independentemente das obras da lei." Os católicos dizem que Lutero adicionou a palavra "somente" em Romanos 3.28 para ensinar a doutrina da Sola Fide. Embora, nas nossas Bíblias atualmente não constam a palavra "somente" e na Bíblia que a Igreja Luterana usa atualmente também não consta. É verdade que Martinho Lutero acrescentou a palavra "somente" em Romanos 3.28? Por favor me explique.

COMENTE (1 comentário)
Nome:

E-Mail:

Comentário:



MENSAGEM #01 (Publicado: 15 de Agosto de 2015, Sábado, 17h50)
Nome: Rev. Daniel Artur Branco
Mensagem: Ola Marcell! A posição da Igreja Luterana é a de que a Rosa de Lutero não tem ligações com o simbolismo da Rosa-Cruz. A Rosa de Lutero é anterior ao nascimento do movimento Rosa-Cruz. Além disso, a Igreja Luterana condena a maçonaria.



& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008